Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.


24
Set17

13939362_1214744858576939_7112235271471544771_n.jp

 

Eu era para ser médica. Mas fui para Filosofia por causa da minha Professora de Liceu. Meteu-me o bichinho do porquê, da curiosidade.  E ela, a sua firmeza, competência, o deixar-nos livres. E com doçura. Uma educadora. A verdade é que sempre me meteu espécie andarmos aqui sem uma razão à altura,  para as coisas boas, para as catástrofes,  para o sofrimento, para as injustiças, para os maus.

Em pequenina brincava com o meu irmão, e  ele, que era sempre o cowboy, ganhava sempre. Tinha mais quatro anos que eu, era ele que escolhia. Eu era o índio, e nem se discutia. E morria sempre. Ainda tenho debaixo do meu olho esquerdo a marca de uma esquina de um estrado de cama, no qual me espetei, numa das nossas perseguições. Não morri, mas desmaiei. Hoje, passadas cinco décadas, vejo-a, sorrindo, como uma marca de família.

O pior foi a minha tigelinha cor de laranja que ele partiu de propósito, sem cura possivel, toda em cacos,  por eu ter usado os lápis dele, sem lhe ter pedido autorização. Deixei o gosto de entrar na minha cozinha de brincar. 

Muito chorei, mas não desisti de procurar as razões das tristezas e das alegrias. Encontrei. Como? É uma questão de procurar. É uma questão de cai e levanta. É principalmente uma questão de correr atrás de quem vai à frente, de quem sabe e vive mais que eu. Pode ser um cowboy, ou um índio. É preciso é viver a humildade de, nessa pessoa, reconhecer uma presença. Não são coisas do além, são coisas do aqui e agora. Por isso ganhei outras marcas de família e minha tigelinha cor de laranja de volta.

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De *** a 25.09.2017 às 09:23

Um mano mauzinho... :)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D


Links

imagens rasantes