Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.


20
Jun17

Apetece-me mandar todos à...

por Fátima Pinheiro

061556877b_base.jpg

 

imagem do site da Rádio Renascença

 

Falta de política? Já nos habituamos a isso. E será que li bem aqui ontem no face: o Governo vai abrir um estudo para saber o que aconteceu em Pedrógão. Desculpem? !!! Eu é que pergunto ao Governo. Não é suposto que o Governo nos Governe? E o que aconteceu...O Miguel, no Púbico, cortante, doce e realista, escreve : "As dimensões terríveis da tragédia obrigam-nos a pensar no horror que seria só ter morrido uma pessoa. Foi o que aconteceu, muitas dezenas de vezes. E nem o luto sabe responder." E a Rádio Renascença quando quer continua a ser uma senhora. Parabéns! E agora? Muito simples...

Estou até nem sei onde sem poder ollhar para este caleidoscópio de incompetentes que só ligam a votos e ao futebol.  E à Europa. E eu que estimo a política e o desporto nacional! E nada me estraga os Domingos. Se não fossem os domingos é que isto estava tudo estragado. Então e agora? É simples. Complexo, mas simples. É abrir os cordões  à bolsa, ter visão para uma estratégia, e consolar, consolar, consolar.

Uma estratégia. Não é para isso que os políticos lá estão? Ou é para irem juntanto o nosso dinheiro, mais carros e assessores, pôr a família em lugares bem pagos, irem gozando, que, diz-se, é o que se leva da desta vida, que é curta, e um dia mais tarde vamos descobrir que afinal houve corrupção!

Os que morreram, passaram desta para melhor, diz o o povo a que pertenço. O que há a fazer, é, agora para além da estratégia, cuidar dos que viram o inferno e sobreviveram. Gastar-se tudo em reconstruir. A parte material não tem problemas. Em estádios de futebol, calculo que há dinheiro. As feridas emocionais, essas não têm preço. Até porque não têm cura. Mas podem ser "minoradas", consoladas, amparadas. Podem sim senhor, disse-me um grande médico. E é para agir quanto antes. Há dores que não se aguenta. 

Não me falem de mais holocautos, nem de que já não se pode fazer poesia. Nem me falem do próximo verão. Só não mando tudo a um certo sítio porque somos todos feitos do mesmo sangue e da mesma massa. Chega de cretinice, porra! O luto pode ajudar a responder....

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Anonimo a 20.06.2017 às 22:55

Deve estar a esquecer-se de algumas questões. O anterior governo na sua incompetência fez aprovar legislação que basicamente liberalizava e permitia o aumento da área de plantação do eucalipto. Tendo em conta as caracteristicas da espécie em causa (extremamente inflamável) aliado a grandes extensões ininterruptas de área plantada, verifica-se um coctail explosivo que exponencia a propagação de incêndios.
A confirmar isso está o facto de que se fizerem um mapa de ignições verifica-se que apesar da região sul ser tradicionalmente mais quente, é a norte do Tejo que se verificam o maior numero de incêndios precisamente devido ao tipo de cultura desordenada e continua ai presente (eucalipto e pinheiro bravo).
Outro facto importante. Eu vi imagens da estrada onde morreu a maioria das vitimas, e verifica-se que a ladear a estrada estavam uma grande massa de arvores e vegetação dos dois lados da estrada. Ora isso em caso de incendio em que este se verifica ou passa em ambos os lados constitui, como constituiu, uma armadilha mortal. Se houvesse uma faixa de cerca 50 metros de área limpa a ladear ambos os lados das estradas este tipos de situações não acontecia.
Imagem de perfil

De Fátima Pinheiro a 20.06.2017 às 23:25

se o anterior governo era incompetente, então,porque é que este governo só agora actuou?
Sem imagem de perfil

De Anonimo a 21.06.2017 às 00:31

O problema é complexo e não estou a dizer que a culpa é deste ou daquele. Apenas quis referir que a liberalização da plantação de eucaliptos além de pirómana, ou deveu-se a incompetência ou então serviu alguns interesses.
Imagem de perfil

De Fátima Pinheiro a 21.06.2017 às 06:56

Diga o que quiser! Hoje vou eu dizer mais umas coisinhas. O que aconteceu é demasiado grave. em várias frentes...

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D


Links

imagens rasantes