Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rasante

Rasante

Guilherme Oliveira Martins lançou livro de José Milhazes: os ministros dos negócios estrangeiros deviam ler.

 

milhazes e eu.jpg

O novo livro de José Milhazes, "A Rússia: parte de um todo", foi ontem apresentado por Guilherme Oliveira Martins. Com o rigor de um tribunal de Contas, introduziu-nos a uma obra que entende obrigatória, uma das melhoes que a Fundação Francisco Manuel dos Santos agora integra na sua coleção, tendo mesmo desafiado a instituição a enviá-la aos ministros dos negócios estrangeiros. Milhazes tem um valor inestimável. É um homem bom, e fácil de encontrar. Viveu na URSS e na Rússia uma vida e regressou cheio. Dois doutoramentos, um poço de sabedoria, um homem recto (ainda os há), divulgador nato, tem a paixão de ensinar, o que aliás está sempre a fazer. Mas porque não está numa Universidade? Perguntei-lhe se ele não gostaria, e ele disse que sim. Qual? A que me quiser aceitar.

O Doutor José Millhazes - assim o referiu ontem , por várias vezes, Guilherme Oliveira Martins - passa a vida de um lado para o outro, estão sempre a chamá-lo para falar da Rússia. Bruxo! Ele é que sabe do assunto. Quem perde não é ele, mas nós. Porque não está numa Universidade? Porque a inveja está muito bem espalhada (não é o bom senso, como pensava Descartes) e porque há poucos homens corajosos como ele. Estamos à espera que ele morra, para depois batermos palmas atrasadas e dizer que não havia como ele? Vamos deixar de lado caras de missa de sétimo dia! Nunca é tarde,oiço. Às vezes é. Noutro dia escorreguei numa casca de banana. Por acaso fiquei bem. 

O que deixo em cima em registo audio é só isso. Depois de ver e ouvir fiquei sem perguntas à altura. Quando ele lecionar numa das nossas universidades vou ser uma das primeiras a inscrever-me.