Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rasante

Rasante

O Papa não está em saldos mas é uma grande oportunidade...

Assim penso e sigo. O papa vive uma revolução que não é revolução, em sentido técnico, entenda-se. Ao ver ontem o Prós e contras lembrei-me  deste programa sobre se Francisco era revolução ou rutura, aquando da sua "tomada de posse". Penso o mesmo, só que mais guarnecido pelo que tenho visto. O seu pontificado tem sido extraordinárido pela sua simplicidade. Rico em paradoxos.

As ondas não se repetem, mas mar só há um. É como se cada onda se enchesse e crescesse, ou se esvaziasse e diminuisse num mesmo bater, avançar e recuar. Como o fogo da minha lareira. Francisco gosta de estar com as pessoas e é um solitário, faz muito trabalho de casa sozinho. É jesuíta e chama-se agora Francisco. É sério e abarrota com um sentido de humor desconcertante. É um teaser que provoca liberdade, sem deixar a formalidade dos pontos nos "is".

É uma grande oportunidade. Um avião não passa duas vezes. Veja o video.