Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rasante

Rasante

Por que não enviaram a Alexandra Solnado para o Japão?

Hoje é avulso e para para partir a louça. As pessoas (expediente para dizer "ninguém") andam sempre muito ocupadas. Quanto mais não seja em nada fazer, a vida é mesmo, muitas vezes, insuportável. Já para não falar de quem morre de fome, frio, solidão, falta de dinheiro, doença, tortura, perseguição, eu sei lá. Por outro lado, a parte "ativa", pensante, ou política, é outra loiça. 

A rádio é uma coisa boa. Digam-me então por que é que tenho que levar logo pela manhã, e logo nas notícias de abertura, que o meu primeiro ministro tweetou, a dar os parabéns ao presidente da minha república por hoje fazer um ano de ter sido eleito? tweetou? Então e os abraços de cavalheiros? Se calhar já não há cavalheiros. Ou eu sou muito atrasada mental. Na política, e no mais, meio mundo anda a enganar meio mundo. Para quê? Abraços nos sem abrigo, a TV e as redes sociais vêem , e? Gosto bem do meu presidente, mas e agora? Não te peço que vás todas as noites abraçar aquelas pessoas sem abrigo! Assim não resulta.

Ontem estive a jantar na minha casa com uma amiga minha que enviuvou recentemente. Como me disse uma pessoa muito especial, esse sim um inteletual - por ter os pés bem assentes na terra - : "vamos uns atrás dos outros." Tanta canseira. E a vida podia ser tão justa e divertida...

Depois um novo presidente americano que pensa que nos "põe de cuecas" à frente dos russos. E estou cheia de medo do que nos possa acontecer. Graças a Deus que é relativo, este medo. É um descaradão que escorraça emigrantes e é casado com uma; que asssina contra o aborto e sabe Deus. Não que eu seja a favor desse crime (sim, crime, tenho amigos que por uma inversão de marcha percorreram aqueles 9 meses). E diz que a America está primeiro! Isso nem dos meus filhos posso dizer. Claro que digo que os meus filhos e o pai deles são a base da família. Mas todos somos pessoas no seu lugar. Não quero vou pisar nenhuma pessoa. Nem prejudicar os outros às custas da minha beautiful family.

Os intelectuais andam preocupados com o "Silêncio" de Deus. Até que Scorcese tem pinta e é boa bandeira. Neste caso também um "taxi driver", para levar Alexandra Solnado para o Japão. Não, não vou dizer "nada tenho contra a senhora". Acontece que as pessoas (ninguém) andam sem  companhia, sem "guidance" , como diz uma amiga minha que faz anos hoje. Ainda precisamos de mais sinais?

Vale tudo! O mesmo é dizer que nada vale...