Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rasante

Rasante

Portugal em Topless...

is (12).jpg

 

Em Portugal quem manda é o Governo, certo? Na América é o Trump, cá é o Costa. Isto para simplificar e dizer que não é rei nem rainha, nem, parece, o povo, que anda agora em véspera de eleições a ver se ordena um bocadinho. O Povo até votou noutro e não lhe valeu de nada. Geringonçaram este Governo, e ei-lo lá está. Ou não? Parece que não. Eu dou exemplos, uns graves, outros gravíssimos, outros assim-assim, de falta de Topo. Verifico mesmo que Portugal está em topless. Abunda e é empurrado, de nonsense em nonsense: "nonsense é o substantivo em inglês que significa sem sentidoabsurdo ou contrassenso e indica manifestações contrárias à lógica."

O que se passou em Tancos, foi roubo ou não se passou nada? Agora aparece um novo episódio que mete material de Espanha. 

Três meses depois do sucedido, onde estão os milhões doados para as vítimas dos fogos? 

Onde estava o Primeiro Ministro quando o país estava a arder? A geringonçar.

Porque é que só há medidas "governativas" a retalho, em cima do joelho, ao sabor do paladar eleitoral, a reboque das circunstâncias  e obedecendo à geringonça?

Esta agora da proibição de futebol nos dias de eleições é mais uma medida tacanha. Passa pela cabeça de alguém que o abstencionismo se combate assim? 

169.000 crianças eliminadas na barriga da mãe é um sucesso desta lei do aborto?

A Direcção-Geral de Saúde dá informação sobre o apoio a quem quer manter o seu bebé nos hospitais e centros de saúde, e assim não precisa de abortar?

A família é uma coisa que ainda existe? Por muito que se diga o contrário, a nossa sociedade não quer ser um pagode, ou quer mesmo? Como se pode saber o que se quer, se se é ignorante? O nível de cultura dos nossos universitários, faz ressuscitar Lázaro! António Costa já viu esta pequena amostra? Com Professores lesados, colocados a milhas de casa, que se tornam assim pais e mães ausentes, é o que dá.

As listas de espera, no dia a dia, e as para as operações, não baixam, e há uns que passam à frente dos outros.

A Sacro-santa autonomia das Instituições permite o arquivo dos processos de certos senhores, de ações duvidosas, e por isso foram de cana. Uns andam por aí a passear. Outros de pulseira eletronica (o que lhes dá um certo estatuto, e ficam na história como vítimas). E, quando na prisão, têm tratamento VIP.

E o estrangeiro declarou, ontem, que Portugal saiu do lixo. Costa e Centeno exultaram.

 

 

 

 

1 comentário

Comentar post