Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rasante

Rasante

Sexo "ocológico"...

mw-1920 (1).jpg

 

 

Só faltava esta: o sexo ecológico! Tomar banhos à dúzia, vibradores a energia solar ou brinquedos eróticos sem PVC. Ideias que convencem  os sexólogos? A mim mais me parecem relações ocas!!!!! Mas apetece-me dizer: cada um que faça o que quiser!!!

Os retiros sexuais, o "sexo ecológico" e a utilização de emoticons eróticos nas mensagens são algumas das tendências sexuais de há uns meses para cá. Ao que parece, segundo um artigo publicado no El País Brasil, o futuro passa, ainda, pelo heart hunting sentimental (recrutamento de parceiros estáveis) e por encontros não focados na penetração. Para alguns sexólogos, só esta última faz algum sentido, mas a grande tendência para o futuro deveria ser "os casais viverem em intimidade de forma genuína, dizendo o que gostam e o que não gostam, sem terem medo que o outro vá embora".

O "eco sex". É então uma palavra para designar a tendência de tornar o sexo mais ecológico. Rege-se por alguns princípios como tomar banho a dois para economizar água e apagar as luzes ou usar velas. Mas há muito mais para quem quiser tornar a sua vida sexual mais verde: há por todo o lado sex shops ecológicas -  a Other Nature foi pioneira - que, além de lubrificantes ecológicos, vendem, por exemplo, chicotes feitos de pneus de bicicletas, ao invés do couro.

Podemos ter todas as opiniões sobre sexo. Tanto faz, o  que tenho eu a ver com o sexo dos outros? Mas neste assunto lembro-me sempre do que dizia Chesterton, de que a imparcialidade é um nome elegante para a ignorância.

Durante muito tempo andamos de boca fechada. Sexo era um tema tabu. Alguém me falava disso? Hoje  é o contrário. E o que oiço? Tudo muito pela rama. Por paradoxal que pareça foi João Paulo Il o primeiro filósofo a pegar no tema de uma forma completa. Conhecer é muito bom. Tudo sabe de forma diferente.

2 comentários

Comentar post