Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13). Renovai-vos pela transformação espiritual da vossa inteligência e revesti-vos do homem novo (Ef 4, 23-24).

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

19
Mar16

Tenho 6 pais, todos homens.


Fátima Pinheiro

festa.jpg

Vamos celebrar o pai

 

 

"O homem é dado em natureza para ser conquistado em liberdade", ensinou-me um dos meus pais, o de filosofia, de quem quase tudo aprendi. Já morreu. Fui eu que o escolhi porque reconheci nele uma generosidade e uma atenção que só se encontra em quem sabe. A maioria dos "filósofos"  é meio mundo a querer enganar outro meio. Não nasci ontem.

Deus é o meu pai de "ser e existir". Sim o coração tem razões que a razão desconhece. Mas note-se: é a razão que faz a distinção. Do nada nada sai. Quem faz o "nada" que sou? Um Deus ex-machina ou uma energia sustentável, em cada segundo? E se não compreendo, tanto melhor: Deus é o oceano que o menino à beira mar tenta, com a sua bela pá, verter para o balde. O mal existe? Existe sim e eu contribuo. Mas coisas belas e boas também existem. É este Pai que escolhi em liberdade e razão, quem conhece cada pedaço meu, me sabe de cor, cada traço do meu rosto, do meu  olhar, cada sombra da minha voz, cada silêncio, cada gesto que eu faça,cada capricho meu,  o que não digo ou prefiro calar. Sendo uma Pessoa divina, é verdadeiramente homem. Também morreu, mas ressuscitou ao terceiro dia, como fazemos memória por estes dias. É dele que vem o pai Pedro, agora chamado Papa Francisco. 

Tenho um pai que morreu nesta semana que passou. Há também o pai dos meus filhos e, finalmente, tenho o meu pai, que morreu a seguir à minha mãe, e de quem aqui já escrevi. O da semana passada ensinou-me a importância de me dar ao mundo e a cor de cada janela. O dos meus filhos foi a chance de três maravilhosas criaturas. E o meu pai que recordo hoje em especial amou a minha mãe como ninguém e a mim deu-se todo. Todo. Mesmo. E escolhidos, os três, a dedo. Mesmo este pai que amou a minha mãe foi escolhido, isto é, amei-o até ao fim. Vim morrer com ele. E hoje ele não está apenas na minha memória não - Platão percebia pouco desta parte da vida -, mas não me apetece hoje dizer onde é que ele está. 

 

 

 

 

Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13). Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13).

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13).

Comentários recentes

  • Narciso Baeta

    A estupidez é uma cegueira do espírito: não mata, ...

  • Anónimo

    O futebol é um dos pratos principais do actual est...

  • Anónimo

    Esse cardeal, é do mais atrasado que a ICAR tem… a...

  • Anónimo

    Eu gostava era de ver o Marcelo "genuíno" a dar u...

  • Anónimo

    Gostaria de mais informações Recebi uma proposta d...

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D