Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13). Renovai-vos pela transformação espiritual da vossa inteligência e revesti-vos do homem novo (Ef 4, 23-24).

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

24
Set17

A minha tigelinha cor de laranja...


Fátima Pinheiro

13939362_1214744858576939_7112235271471544771_n.jp

 

Eu era para ser médica. Mas fui para Filosofia por causa da minha Professora de Liceu. Meteu-me o bichinho do porquê, da curiosidade.  E ela, a sua firmeza, competência, o deixar-nos livres. E com doçura. Uma educadora. A verdade é que sempre me meteu espécie andarmos aqui sem uma razão à altura,  para as coisas boas, para as catástrofes,  para o sofrimento, para as injustiças, para os maus.

Em pequenina brincava com o meu irmão, e  ele, que era sempre o cowboy, ganhava sempre. Tinha mais quatro anos que eu, era ele que escolhia. Eu era o índio, e nem se discutia. E morria sempre. Ainda tenho debaixo do meu olho esquerdo a marca de uma esquina de um estrado de cama, no qual me espetei, numa das nossas perseguições. Não morri, mas desmaiei. Hoje, passadas cinco décadas, vejo-a, sorrindo, como uma marca de família.

O pior foi a minha tigelinha cor de laranja que ele partiu de propósito, sem cura possivel, toda em cacos,  por eu ter usado os lápis dele, sem lhe ter pedido autorização. Deixei o gosto de entrar na minha cozinha de brincar. 

Muito chorei, mas não desisti de procurar as razões das tristezas e das alegrias. Encontrei. Como? É uma questão de procurar. É uma questão de cai e levanta. É principalmente uma questão de correr atrás de quem vai à frente, de quem sabe e vive mais que eu. Pode ser um cowboy, ou um índio. É preciso é viver a humildade de, nessa pessoa, reconhecer uma presença. Não são coisas do além, são coisas do aqui e agora. Por isso ganhei outras marcas de família e minha tigelinha cor de laranja de volta.

Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13). Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13).

2 comentários

Comentar post

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13).

Comentários recentes

  • Narciso Baeta

    A estupidez é uma cegueira do espírito: não mata, ...

  • Anónimo

    O futebol é um dos pratos principais do actual est...

  • Anónimo

    Esse cardeal, é do mais atrasado que a ICAR tem… a...

  • Anónimo

    Eu gostava era de ver o Marcelo "genuíno" a dar u...

  • Anónimo

    Gostaria de mais informações Recebi uma proposta d...

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D