Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

08.09.17

A última do Chico


Fátima Pinheiro

chico.jpg

 

Chico Buarque acaba de lançar um novo album, cuja primeira faixa, "Tua cantiga", tem dado que falar. Como tudo o que ele compõe, é bom. Mas esta música, simples, não é genial como tantas que ele já compôs e me põe em silêncio, como que a dizer que se está a cantar o fado.

Para que se perceba, penso que  há artistas geniais. Ponto.  E há quem faça coisas geniais. Geniais: "diz" como ninguém as coisas que eu quero dizer e não sei. Exemplo: a música do Chico chamada Meu amor ou a Construção.

Quanto ao amor, já aqui disse que eu  é mais Walt Disney, uma espécie de princesa. Sou uma  bela adormecida, mas não ando a dormir.

Ó Chico fala verdade, faz uma música só para mim! Um dia destes ainda falamos, cá em Lisboa. Entretanto assobio a nova música, só a música!  A letra não enche. Utópica ou mentirosa. Assobio ou imito-te , em lá, lá, lá, com o teu beijo, esse sim genial.

 

Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13). Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13).