Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

23.10.17

As cebolas do Primeiro-Ministro


Fátima Pinheiro

cebolas.jpg

 

Pensei hoje escrever sobre as cebolas do Primeiro-Ministro. Prometi num directo que fiz no meu facebook. Isto porque ouvi e vi o direto do Camilo Lourenço, que vejo sempre e com o qual aprendo muito. E dizia ele que o PM teria cebolas nos bolsos, porque é impossível mudança tão radical em tão pouco tempo. Duma cara quase desumana a uma pungência contida, assim, do nada. Impossível.  Mas fartei-me desta conversa. Enveredo por outros caminhos. Mas não deixo de escrever sobre isto, tal como prometido. Quem chora como ninguém?

Uma mãe que perde um filho. Um filho que perde o pai. E quantas dores? E eu? E a fome? E a injustiça? Quantas vezes não estamos no fio da navalha?

E há o choro que é uma vida. Uma história. O choro de um homem...Explicaram-me que chorar em público, simplesmente, e sem preparações, é sinal de equilíbrio emocional. Eu posso confirmar, e não vou aqui referir nomes. Tive, isso sim digo, a oportunidade de recentemente ver dois homens a chorar publicamente. Os dois me ensinaram, e deram forças.

Acabo então por falar de outras cebolas. Quantas camadas delas pomos à volta de nós? Já não falo das cebolas que provocam as lágrimas de crocodilo. Falo das armaduras e dos pés atrás que pomos tão facilmente. As feridas emocionais que nos põem à defesa e não nos deixam voar para os braços uns dos outros. Deixemo-no disso. A bem de cada um, a bem da Nação,  a bem do Mundo. Descascados! Um homem que chora, chora por todos. Já ouviram falar no Dom das Lágrimas?

 

Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13). Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13).

2 comentários

Comentar post