Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

09.07.18

Dizem que sou intolerante e pretensiosa


Fátima Pinheiro

 

duarte.jpg

 

 

 

"Num mundo pluralista como o nosso, onde pessoas de tantos credos, e até sem credo algum, têm de conviver na mesma cidade, o homem religioso é tolerado apenas se for o homem do puro desejo, da procura e da intranquilidade; já aquele que diz ter encontrado Deus e tirar daí certezas será, nesta perspetiva um perigoso fundamentalista, um pretensioso incapaz de conviver com quem não partilhe a sua fé. Pensa-se que a pessoa com certezas é uma pessoa resolvida que já não pede mais, e desconfia-se de quem tem respostas. Mas será que isso faz sentido?(Duarte da Cunha, Desejo e Encontro, Principia, 2018, p.15). Em «Desejo e Encontro», o Pe. Duarte da Cunha desconstroi esta outra pretensão do relativismo. E testemunha argumentando que encontrar é viver e não morrer.

Encontrar  o sentido da vida não é parar, mas sim o começo de uma aventura que não pára, uma aventura de Amor. Deus é Amor, e não se confunde nem com os gnosticismos que limitam Deus aos meus pensamentos, nem com os pelagianismos que põem a mola da ascese na força da vontade, prescindindo da força de Deus. O Deus que encontrou o autor deste livro é mesmo transcendente. Mas sendo transcendente é encontrável aqui e agora. 

 Por isso este livro é um must, "corresponde à necessidade de uma transmissão da fé católica e dos seus fundamentos que responda aos anseios mais profundos do coração humano  conduza ao mais significativo dos encontros: o encontro com Deus. Somos seres finitos em busca de um infinito. Vivemos no tempo e desejamos a eternidade. Para nos satisfazer não nos basta uma qualquer coisa finita, por muito intensa que a experiência de a encontrar possa ser. Esta procura de Deus é como um grito que está dentro de nós. Como algo que nos inquieta e nos obriga a perguntar, a investigar e a seguir aqueles que de algum modo dão sinais de conhecerem o caminho. Jesus Cristo é a verdadeira resposta às exigências do coração do Homem. O nosso desejo não repousa no vazio. E Jesus não é só uma ideia ou um mito – é uma Pessoa divina que a certa altura da história Se fez carne. A fé cristã enraíza-se num acontecimento da história. Um acontecimento que introduz na história o eterno, que vence a morte e se torna presente em toda a história. Jesus permanece vivo e encontrável, depois de ter morrido na cruz e de ter ressuscitado, precisamente através do povo que é o seu corpo, ou seja, da Igreja. ".

Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13). Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13).