Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13). Renovai-vos pela transformação espiritual da vossa inteligência e revesti-vos do homem novo (Ef 4, 23-24).

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

12
Nov17

E o respeito pelos mortos que ainda estão vivos?


Fátima Pinheiro

E o respeito pelos mortos que ainda estão vivos? Um Panteão não é um lugar para jantares ou coisas do género. Ponto. Volta não vai vem à baila. Agora foi por causa do encerramento vip da Wesummit. Levantam-se as vozes dos que se justificam e dizem não serem responsáveis. Levantam-se as vozes dos que lá têm família. Levantam-se as vozes dos opinion makers. É compreensível. E surgem-me à cabeça nomes de vivos célebres, que hão-de gerar polémica de se saber se devem ou não ir para o Panteão. É compreensível.

Contudo o que penso hoje acima de tudo é na consciência do que é bem e mal –palavras hoje em dia aparentemente demodée, mas afinal não tanto porque senão não teríamos esta procissão de opiniões -, de que cada um de nós é capaz do melhor e do pior, e que não sabemos é tratar de quem está vivo. Há pessoas que são figuras públicas, e dessas há uns que são políticos. Por essa razão é-lhes exigido que respeitem os vivos que um dia, tal como esses políticos, vão morrer. E não sei se irão ou não para o Panteão. Há um perfil de ser panteonável?

O que sei é que cada português deveria merecer respeito. Um tratamento humano por parte de quem nos governa. Cada um tem a vida dupla ou tripla que entender, mas está mal. Não se brinca à política. Duplos só nos filmes. Tenham juízo, não falem mais do Panteão, já percebemos.

Não é tempo de dizer que Portugal é saloio, por pôr a Websummit nos píncaros. É tempo de cuidar dos nossos vivos. Preciso de dizer como? Tratem das florestas, não digam que os presos comem bem porque é mentira, ponham os criminosos na cadeia para a inserção social, e tratem-nos bem, mas sem presos vip. Não suspendam penas, resolvam logo. Não adiem processos, num sistema pior que kafkiano (porque este era só no papel). A “justiça” é tantas vezes falsa, cúmplice. Têm todos telhados de vidro, não é? Só pode ser.

Não digam que a eutanásia é bom, ponham em ação os cuidados paliativos. Eutanásia é matar, e ninguém é dono da sua vida. Os que decidem que assim querem morrer é porque nós não estamos lá. E os media estraríam a dormir, quando no fim de semana passado passou a Marcha pela vida, em três cidades deste nosso panteão?

Temos a nossa vidinha e investimos no green, no saudável, no futuro. Mas qual futuro? Quais alterações climáticas cabeça de cartaz! Os jovens entretêm-se nos Urbans. Arranjem-se ofertas atrativas. E depois acontecem os tais espancamentos até à morte, e como tudo o que é difícil, segue a marinha.

Não cortem no que realmente nos torna mais humanos. Na educação, que acaba por ser um frete e stress para todos: pais, filhos e professores! E na cultura? Desta nem digo nada. É uma vergonha. Sejam humanos. E se fizéssemos tudo para todos irmos para o Panteão? Mesmo. Não basta um país de mortos vivos. E o que me custa muito é ver as provas à vista, e, mesmo assim, branqueamento dos tipos que me andaram a governar a roubar...Dedicam-se agora à escrita. O dinheiro devia ir para os Hospitais. Minorar o sofrimento. Mas não, do que eles gostam é de vir na primeira página dos novos jornais ( agora on line, é estarem sempre a aparecer), e pelas “melhores razões”. Deixem lá o Panteão sossegado, e tirem mas é as lagartas do almoço dos nos filhos. Deixem-se de tretas. E a miúda que tirou as fotografias tem um processo disciplina em cima!!!! 

E encontrei a lagarta! Nunca sabes onde jantas, não é Costa? Tinhas a vaca e o queijo na mão. De acordo com a lei, bastava teres dito NÃO. Olé! Ao menos não havia lagartas no evento...

Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13). Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13).

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13).

Comentários recentes

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D