Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

04
Ago14

Eleições «primárias»: «second choice» politics», ou mesmo cobardolas.

Fátima Pinheiro

(Azinheira, da net, que já não sabe a idade)

E eu a pensar que a nossa democracia já tinha passado o básico, o secundário e a Universidade. Somos mesmo básicos. E o bem comum – que só o é se o for para cada pessoa – tem sido uma miragem. O bem comum tem sido uma espécie de “second choice.

”Eleições primárias do PS. Tudo já se disse. Como tudo já se percebeu. Está também claro para quem quiser enfrentar estes timings, por que é que ninguém no PS ouviu antes o despertador. Como está “na cara” por é que agora se vem com o argumento: “ele (Costa) está obrigado a cumprir o mandato na Câmara até ao fim.” Primário, muito básico. Como se alguém fosse único e insubstituível. Mas pensando bem, até seria bom que cada assim o fosse: a fazer a diferença no mobilizar Portugal, a vida, tudo.

Deus escreve a democracia por linhas tortas, mais esquerdas, mais direitas, verdes com ou sem terra. É por isso que de tudo isto ainda posso esperar razoabilidade. Mas muito sinceramente, são muitas as razões que me levam a pensar o contrário. Quais? Uma dança de cadeiras, um “dança com lobos”, enfim, uns dias que são eles também “dancing”. Não há música, orquestra e maestro. Vejo sim muitos solistas em bicos de pés, ou à espera de uma nova «umbrella». D. Sebastião outra vez. Basicozinho. Muito mesmo.

A «segunda escolha», ou “o second best”, será também Seguro em relação a Costa. A 28 de Setembro. Se assim for, sê-lo-á depois em 2005 Coelho em relação ao António mais maduro. Finalmente Costa. Isso seria de entusiasmo tal, que voltaríamos a ser Portugal?

Este post não diz nada, certo? Mas não é isto que me ensinam os políticos do meu país? O que vale é que, mesmo de bolsos mais vazios, não são eles que me «definem». E agora ficava aqui bem uma cantiga do corajoso Zeca Afonso. Uma pessoa , uma apenas, vale mais do que o bem comum.
Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13). Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13).

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13).

Links

imagens rasantes

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D