Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

02
Nov17

Eu, fiel viva


Fátima Pinheiro

Está cinzento. Hoje comemora-se o Dia dos Fiéis Defuntos em Portugal e no resto do mundo. A data também é conhecida como Dia dos Finados, Dia dos Mortos e Dia das Almas (conhecida como All Souls Day a nível mundial). Um dia serei comemorada assim. Muitos põem uma cara pesadona, outros choram. Eu não comemoro em especial. Todos os dias tenho presente este factor das nossas vidas e pergunto o sentido da minha vida. Tudo fica mais claro.

Nestes dois últimos anos morreram-me muitos. E, claro, o facto de lidar com a morte todos dias, não me tira o espanto e a dor daqueles que passam a estar comigo de outra forma. E também choro. E também choro os que não conheço. Contudo o que faço, e aqui está a outra face da mesma moeda, hoje comemoro o dia dos fiéis vivos. Eu incluída.

Hoje é então também dia de comemorar a vida. Mas claro que aproveito para conhecer mais sobre os que morreram. Tanto nas recentes mortes em Pedrógão e nos outros fogos que se seguiram, como com os mortos conhecidos universalmente, como Santo Agostinho, um dos meus mortos favoritos. E está bem vivo. Para ele foi a morte de um amigo que o levou à Filosofia. Não descansou enquanto não encontrou a resposta para o sentido de andarmos aqui.

Eu sei que não é preciso ser filósofo para encontrar a resposta.  E também sei que aqui sim, é uma estrada para pôr o acelerador a fundo. Não é matéria para picar ponto. Não satisfaz flor na campa, nas cinzas ou deitá-la ao mar e siga a marinha. Não é picar ponto.

Mas somos livres. Cada um faz como quer. Era o que faltava! Não me impeçam é de comemorar à minha maneira. Certo?

Começo por um ramo de flores. Vou sobretudo olhar os outros de forma nova. Ao meio dia e meia tenho um encontro marcado com um santo. O resto vou fazer tudo igual, o que para mim está sempre na novidade de fazer sempre novo, porque um dia não é igual ao outro. É através de tudo isto que a alegria não me larga e gere o choro e me põe a andar.

 

 

 

7 comentários

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Welcome back home...

  • Anónimo

    O AVC fez-te escrever ainda melhor! Welcome back!!

  • Fátima Pinheiro

    É mesmo!

  • pita

    Creio que será claro que Fátima, pelo que escreve,...

  • pita

    Um excelente (grande) filme. Tão marcado fiquei q...

Links

imagens rasantes

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D