Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13). Renovai-vos pela transformação espiritual da vossa inteligência e revesti-vos do homem novo (Ef 4, 23-24).

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

09
Mai18

Europa: o "correr da luta"


Fátima Pinheiro

europa.jpg

 

mo.jpg 

Hoje é Dia da Europa. Penso nisto. Eduardo Lourenço ajuda. O Papa Francisco também. E no meio, o festival da Eurovisão, o turismo, Manoel de Oliveira e a música. Em especial o "Caçador de mim", de Milton Nascimento.

Oliveira é um "livro aberto" mediante um trabalho - construção - que no seu flme "Painéis de S. Vicente de Fora - Uma visão Poética" (2009), revela o movimento de  um Políptico trespassado de um presente que chega até nós como uma Nação Amada que arriscou uma Missão que a Europa parece hoje querer esquecer.

A razão pela qual num dos painéis o livro está aberto, e no outro fechado, é o corte entre Passado e Presente que Oliveira quer "unir". A razão da necessidade do homem estar de cotovelos, no chão, é porque é preciso gritar do fundo (S. Agostinho, Confissões II). Não basta perguntar por perguntar. Num dos seus mais belos filmes, o Vale Abrãao, Oliveira põe o dedo na nossa ferida.  É da boca de João Perry que vem a "minha" dramática alternativa : "vive-se....ou não se vive...".  Nos Painéis a vida, o viver, é deixar o livro aberto, sôbolo olhar que corre. E correr...

 A Europa, têm dado água pelas barbas. Nada de novo de baixo do sol, posso dizer. Afinal sempre existimos assim; agitados pelo vento, ao sabor de marés, de um lado para o outro. Mas chegamos a este novo ponto do tempo, igual e diferente de todos os outros. A  voz do Papa Francisco tem  sido um sinal: A dignidade da pessoa humana deve manter-se no centro de qualquer debate político ou técnico. Precisamos de olhar as suas pernas,  as suas raízes, e nelas vejo  eros e agapé. Um é grego e o outro judaico-cristão

Raízes leva-as o vento? Andamos deveras carecas? Absolutamente. O "conhece-te a ti mesmo", que não é só grego mas "universal", chegou tão só ao desamparo que se respira e se entranha, corroendo até a um nada que parece ser tudo? Aqui paro. Não me parece que a nulidade tenha a última palavra. E luto.

Como os escravos da caverna de Platão (República VII), a curiosidade diante das sombras projetadas na parede de fundo - que eles ignoram terem só a realidade de serem aparências, porque já nasceram presos por cadeias e fixos nelas, sem poder virar a cabeça - , levou um deles a libertar-se, subir a caverna e sair para o ar livre. Para fora da caverna. E vendo de onde vinha a luz, viu o filme todo. Louco, como Francisco. Eu também prefiro assim. Não preciso de extensões nem de implantes. Nem de Rawls, nem de Habermas. Nem de eurogrupos. Muito menos de parar. Colo-me como uma brasileira a Milton Nascimento e canto com ele, alto e a bom senso, na certeza que vou descobrir o que me faz sentir eu caçador de mim. Nada pode parar a vida que nada fiz para ter, e muito menos merecer.

 

Decido existir na cegueira de quem ao sair do escuro para a luz, de repente, nada vê. Porque experimento que aos poucos, a vida toda, cada coisa, aparece-me na sua consistência, ou sabor. Naturalmente. Tudo escorrega em beleza. Fenomenologia, pura e dura; doce e colorida; exata e harmoniosa. Como a bola me atrai e faz correr, a rodar como um cubo que dança só para mim, com o número certo de lados. Dívidas há muitas, já dizia George Steiner,dizemos todos, digo eu.  O Festival da Eurovisão é bom.  E não é só Turismo. 

Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13). Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13).

2 comentários

Comentar post

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13).

Comentários recentes

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D