Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

03
Mar18

Não basta ter pilinha para ser humano.

Fátima Pinheiro

is (2).jpg

 Guillerme del Toro

 

O filme que promete  mais óscares no domingo é o de Guillerme del Toro, A FORMA DA ÁGUA. Este ano, eu, que amo cinema, tive a felicidade de ver tudo, e nem digo quantas vezes fui contemplar o Gary Oldman. Mas vamos ao líquido: o que me fez este filme de olhar mexicano? 

Há quem pegue num filme e o instrumentalize a uma ideologia. Neste filme o  ponto pode ser este: a fonteira  do humano é ténue. Amam-se e foram felizes para sempre. Ele, o humanóide ("ele é humano, tem pilinha", comenta a minha humorada companhia), e ela a "normal", embora muda (tinha que ter qualquer diferença para o ter podido abraçar na sua "humanidade"), encontram-se e acontece o inesperado, "soldam-se" meu estimado Bauman.

Não venho aqui com ideologias. Quero reconhecer aqui que o humano, o amor e a beleza, são irredutíveis, e que nâo basta ter pilinha para ser humano.O filme A FORMA DA ÁGUA sim, ErdoganS é que não. Nem Kim Jong-woonS, nem PutinS, nem TrumpsS nem Kim Jung-IlS,  isto para não ir à raia "miúda" .

 

 

Tudo tem a sua razão de ser, e há loucuras. Nem eu me chamo Deus. E sim aponto o dedo, mas não para condenar. Tenho uma ideia destes novos holocaustos. E sei que não é suficiente lamentar-me deles e seus algozes de trono dourado, no facebook e quejandos.

O filme de olhos mexicanos fez-me ver melhor. Não é a Bela e o Monstro. A criação de Del Toro é outra coisa.

 Cinema com mensagem não é cinema, ponto. Quem diz cinema diz arte. A arte vem desarmada e fala por si. É um mundo. Mas nem tudo é arte, nem tudo o que se apresenta como cinema é cinema. E muito menos obra de arte.  Como sei? Simples:  a beleza transforma-me numa pessoa mais humana.

Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13). Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13).

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13).

Links

imagens rasantes

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D