Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

06.07.18

O meu post mais lido: Sócrates e a banalidade da "canalhice"


Fátima Pinheiro

 
 

so.jpg

 

"José Sócrates hoje ao pequeno meu almoço, eu a ouvir as notícias. Dizia a "pivot" que ontem à noite (não me lembro, se calhar era fim do dia; estava ainda a acordar… e nas dentadas da minha torrada) a Procuradoria Geral da República, negando a notícia da Sábado (seria esta Revista?), assegurava que o antigo PM não está a ser investigado, nem foi constituído arguido no caso Monte Branco (ou troquei com alguma notícia de ski… ainda me falta  um café para ficar boa). Entra depois Sócrates a dizer - de uma entrevista que deu ontem à televisão (…voltei, já bebi o café) - que não está envolvido, ue não conhece a empresa que fazia "tais movimentos": “Isso é uma campanha de canalhice….eu não conheço ninguém…”; "querem agora arranjar um socialista qualquer...". Fiquei a saber que Sócrates é "um socialista qualquer". Nunca é tarde! É a banalidade; já me estava a esquecer da sua paixão pela sua colega Arendt (que não é de filosofia, mas de filosofia política; ai estas "rendas" filosóficas de quem se esqueçe que tudo está interligado!!! ou do Maritain que distingue sim, mas para unir)

“Canalhice”? Não conhecia o termo. Canalha sim, conheço. Pensei: deve ser uma adaptação do francês, "nuances" que lhe ficaram da Sorbonne. Fui ao Dicionário:
«Patologia: que ou aquele que apresenta comportamento comparável ao desse estado; imbecil, idiota – Cretino
Regionalismo-Brasil: pessoa insolente, atrevida, cínica
Fulano: somente quer ser aquilo que não é. É um perfeito cretino!»

A palavra existe, pronto.Os cretinos também. Nisto, nada como uns aninhos em Paris para aprofundar regras de método, de Descartes, por exemplo; sobretudo a de evitar juízos precipitados. São eles que muitas vezes levam ao erro. E caminhar no sentido da clareza e da evidência, as quais são adquiridas em intuições e deduções, os principais actos do espírito.

Cretinice? Campanha dela contra quem já foi considerado entre nós (ou seria isto para Manuel Maria Carrilho? Preciso mais café) o “Armani da Covilhã”? “Mais non, quel dommage”! Eu prefiro chamar mesmo  cretino a quem o é. Será isto campanha – caseira, a minha – de cretinice? Que seja. O bom senso está bem distribuído, com ou sem o homem de um Discurso do Método."
31 Julho 2014
 
 
Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13). Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13).