Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

19
Out17

Pede desculpa quem quer!


Fátima Pinheiro

 

 

marcelo.jpg

 fotografia de Paulo Novais/Lusa

As "desculpas" de ontem, as de António Costa no Parlamento, não valem. Lembram-me aquelas coisas de criança: se queres que peça desculpa à mãe eu peço. Não, não valem. A desculpa só vale se for o próprio a querer pedir desculpa e a pedir desculpa. Por esta ordem, querer pedir e depois pedir. Como fez Marcelo e como o Rasante aqui ontem destacou...Tudo o mais são intenções, palavras ocas, de ocasião. 

Até agora (e ressalvando o que se passa no íntimo de cada um, onde só o próprio e Deus, têm acesso) em termos de desculpas, o PM revelou que tem um lado do B. Pesa-lhe o que aconteceu, foi o que disse ontem. A vida toda.  Tem, ou vai tendo, noção que não fez tudo que podia ser feito? Mas será que tem um lado A? O de pedir desculpa mesmo? A sua política irá ter moralidade? 

Falar é fácil, dizem. Mas pedir desculpa nem sempre é. Não falo de desculpas esfarrapadas mas de desculpas mesmo. E há desculpas que nem precisam de palavras, há desculpas que se fazem em abraços. Mas, e apesar de a cara dizer tudo, há o imperativo de falar. A falar é que a gente se entende.

Impossivel é uma palavra que não consta do meu vocabulário.  E quem traz de volta os que morreram? Impossível, não? Parece que sim. Agora, é impossível largar esta pergunta : quem traz de volta os que morreram? Fala-ei, com todas as forças que arranjar, todos os dias da minha vida. Senão serei nesta vida apenas um cadáver adiado. E tenho sinais que não é isso que me define. Sendo eu mais uma pergunta que uma resposta, tenho em mim um lado A que não fui eu a compor. Uma luz dos meus olhos, a mesma que esta mãe que Marcelo abraça,  chorando de desespero, grita que perdeu.

Por fim, quero dizer que Paulo Novais é genial porque conseguiu a proeza de registar, não só os olhos de Marcelo mas um olhar que trarei comigo sempre e  até sempre. De um verde que traz esperança.

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Welcome back home...

  • Anónimo

    O AVC fez-te escrever ainda melhor! Welcome back!!

  • Fátima Pinheiro

    É mesmo!

  • pita

    Creio que será claro que Fátima, pelo que escreve,...

  • pita

    Um excelente (grande) filme. Tão marcado fiquei q...

Links

imagens rasantes

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D