Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13). Renovai-vos pela transformação espiritual da vossa inteligência e revesti-vos do homem novo (Ef 4, 23-24).

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

14
Out17

Sócrates: condenado "súbito"!


Fátima Pinheiro

Chegamos ao inaceitável no que respeita a Sócrates. Na entrevista à RTP, o ex-primeiro ministro ofende gravemente o Ministério Público (MP). Limito-me a referir duas afirmações. Mas há muitas outras, aliás toda a entrevista é uma facada na Justiça. Para Sócrates, tudo isto é um "Embuste do Ministério Público", "O Ministérío Público está  a mentir". Que enxovalho ao MP, que falta de respeito, que ausência de sentido de Estado! Bem diz Carlos César que tudo isto é desconfortável. Esqueceu-se de dizer foi porquê. É desconfortável porque tudo aquilo de que Sócrates é acusado é verdade. Vem agora o acusado dizer que a acusação não tem provas. E ele tem provas para dizer o que diz? Que não é queque, não se dá com os Salgados ????!!!! Fritos estamos nós, e Portugal putrefacto.

Sócrates transpira falsidade, vaidade, teimosia e mania da perseguição. De uma  insegurança já doentia,  tem na cara o que fez. Nem preciso ler uma das 4.000 folhas do processo, Lévinas chega... Por isso, considera-se de tal modo importante que se resume: "sou um alvo a abater". Tipo mártir. Expediente previsível. Mas a que propósito ser "perseguido", senão o de ter feito o que fez, de ter feito aquilo de que é acusado ? Quem é a figurinha que tem o rei na barriga? Quem é o ladrão que pôs o meu País na bancarrota, para quem levantamentos de 5 mil euros, são coisinha sem importância, como disse na entrevista? Quem é o je pense, donc je lixe que pensa que agora percebe de filosofia e que tem que citar Faulkner para dizer que não se pode ignorar o passado? A minha avó, analfabeta, sempre me ensinou essa verdade, não apenas por palavras mas com a sua própria vida. E ao citar o escritor, o homem da Sorbonne ou seja lá de onde é, fê-lo com ar blasé, e ao mesmo tempo como que a buscar o nome do pseudo culto saco onde pensa ter a sabedoria toda.

A mim não me enganas tu. Eu sou de Filosofia e tive a oportuniidade de, no lançamento de um livro teu, confrontar-te, quando fingi que te ia pedir um autógrafo. Foi na Bertrand do Chiado. Ele só tinha confundido  - no livro - Platão e Aristóteles. Coisinha pouca! É como a dos 5, talvez 6 mil euros. E olhou-me enraivecido. Mas sempre com o mesmo verniz que pôs na entrevista da RTP. Deve ser Chállui. O discurso de um homem que fez monstruosidades e não o quer reconhecer. Um narrador ambicioso que põe a cabeça de fora do mar de 4.000 folhas, a ver se escapa, e se da adversidade ainda consegue fazer melhor. Ele e seus cogumelos de route.

Porque se dá a esta criatura toda esta "defesa", todo este tempo de antena? Todo este ataque ao Ministério Público? Uma entrevista absolutamente inacreditável. Será que sonhei? (aqui poderíamos falar de Descartes e das razões do duvidar) .

Desculpe-me o MP e todas as autoridades de Portugal, mas devo dizer que quem não se sente não é filho de boa gente. E deixam este senhor com tempo de antena para enxovalhar até 2030, segundo as habituais, rigorosas e maravilhosas contas de Rui Ramos no Observador de ontem!

Perco tempo com isto porque sou filha de boa gente. O que fazer? À semelhança do súbito santo da Igreja, Sócrates deve ir de cana e JÁ. Uma inovação jurídica: "condenado súbito". A justiça e todo o sistema que não façam cerimónia. E até lhe poupavamos a dívida que ele irá ter para com os seus advogados. Sim, porque não é com o dinheiro da sua pensão de deputado da qual vive, como disse na entrevista, que o poderá fazer.

De penas não entendo. Mas quem paga somos nós, que vamos assistir a isto em prisão perpétua. Uns em gaiolas douradas, outros nem por isso. 

Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13). Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13).

3 comentários

Comentar post

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13).

Comentários recentes

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D