Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

Rasante

De tudo um pouco. Cada manhã. Ao sair da pena, bem cedinho. Tudo me interessa.

24.02.18

Vou a um retiro


Fátima Pinheiro

150466_534503466601085_932048623_n.jpg

 

 

Como é Quaresma vou a um retiro. Também vou a retiros  noutras alturas. É uma prática milenar e de todas as religiões. A razão de ser é o amor. Ama-te. Em ti, através dos 'ti' que lá estarão encontra-se o Inestimável. É desta forma. Aconteceu assim, Acontece e Acontecerá. O mesmo, ontem, hoje e sempre. Iluda-se quem quiser, mas Deus encarnou. Naquela rapariga chamada Maria. É por isso que a Igreja é tão odiada e perseguida. Tanto amor!

A História está cheia dos nossos limites. Mas quem olhar para tudo não é só isso que vê. Vê coisas grandes na Sua vida. E nas horinhas más quem é Requisitada? Não sou pessimista nem ando sempre a pensar na morte, mas a sua perspectiva é a verdade nua e crua. Do pó e pó, que verdade!

Vou a um retiro para ver melhor. Pode-se fazer em casa um retiro. Ou na natureza. Também se pode. Mas não tem nada a ver. Ele está no meio. Eu sei menos do que Aquele que me fez, e faz, agora. Eu vou aprender e cada vez amo mais este Caminho. É realmente um caminho para quem quer. É bom! Um pó salvo!

"Eu gosto de ir à Igreja quando não está ninguém.", dizem-me. Percebo. Acontece que está sempre lá Alguém, e esse Alguém escolheu uma Companhia. Está na hora de ir. À imagem e semelhança.

Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13). Exortai-vos cada dia uns aos outros, até ao dia que se chama «Hoje» (Hebr 3, 13).

2 comentários

Comentar post